Carregando…
Atividade física para idosos

Efeitos da atividade física nos idosos

A prática da Atividade Física (AF) é recomendada para manter e/ou melhorar a densidade mineral óssea e prevenir a perda de massa óssea. A AF regular exerce efeito positivo na preservação da massa óssea; entretanto, ele não deve ser considerada como um substituto da terapia de reposição hormonal. A associação entre tratamento medicamentoso e AF é uma excelente maneira de prevenir fraturas. A AF regular melhora a força, a massa muscular e a flexibilidade articular, notadamente, em indivíduos acima de 50 anos.

A treinabilidade do idoso (a capacidade de adaptação fisiológica ao exercício) não difere da de indivíduos mais jovens. A AF se constitui em um excelente instrumento de saúde em qualquer faixa etária, em especial no idoso, induzindo várias adaptações fisiológicas e psicológicas, tais como:

  • Aumento do VO2 máx;
  • Maiores benefícios circulatórios periféricos;
  • Aumento da massa muscular;
  • Melhor controle da glicemia;
  • Melhora do perfil lipídico;
  • Redução do peso corporal;
  • Melhor controle da pressão arterial de repouso;
  • Melhora da função pulmonar;
  • Melhora do equilíbrio e da marcha;
  • Menor dependência para realização de atividades diárias;
  • Melhora da autoestima e da autoconfiança;
  • Significativa melhora da qualidade de vida.

A AF regular diminui a incidência de quedas, o risco de fraturas e a mortalidade em portadores de doença de Parkinson. Para maior benefício, a AF nesses pacientes deve incluir treinamento de equilíbrio, caminhadas e exercícios de força. A AF tem sido preconizada, também, para outras doenças neurológicas, como esclerose múltipla e doença de Alzheimer. A AF regular nos idosos – particularmente os exercícios nos quais se sustenta o próprio peso e exercícios de força – promove maior fixação de cálcio nos ossos, auxiliando na prevenção e no tratamento da osteoporose. Aumenta ainda a força e a endurance musculares, o equilíbrio e a flexibilidade, com a consequente diminuição da incidência de quedas, fraturas e suas complicações. Os idosos portadores de osteoartrose também podem e devem praticar AF regular, desde que adaptada à sua condição.

Um grande abraço e muita saúde para todos,

Profª Simone Herdina

Fonte: Posicionamento Oficial da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia : Atividade Física e Saúde do Idoso